O Crossfit e o joelho

O Crossfit e o joelho

O joelho dentro de várias práticas esportivas é um dos segmentos articulares mais acometidos por lesões e hoje vamos falar um pouco das lesões desta articulação na modalidade do Crossfit.

“A prevalência de lesões nos praticantes de CrossFit variou de 5 a 73,5%, e a taxa de lesão variou de 1,94 a 3,1 lesões a cada 1.000 horas de treinamento. A região corporal mais acometida por lesões nos estudos selecionados foram os ombros, seguidos pelas costas e joelhos.”

“… 56,2% já apresentaram no passado alguma lesão relacionada à prática de crossfit. O tempo médio de duração das lesões foi de 10,8 dias (± 27,2 dias), e os locais mais acometidos foram o ombro 44,2%, a coluna 40,3% e o joelho 35,1%.”

A característica predominante do nosso joelho é executar estabilidade articular (pois apenas se move para um plano e um eixo; fazendo flexão e extensão, fazendo o “meio campo” entre quadril e tornozelos, articulações com predominância de mobilidade) quaisquer que sejam outros movimentos que sejam evidenciados nesta articulação, são movimentos não ideias e não normais.

Dentro da prática do crossfit, o joelho é o terceiro segmento mais acometido (ombro, costas e joelhos, nessa respectiva ordem são as articulações mais lesionadas), sendo o terceiro onde ocorre disfunções/lesões devemos nos atentar bastante a estas prevalências. Ligamentos, cápsulas articulares, tendões e meniscos, são estruturas acometidas, que nos darão diversos sinais de desconfortos, dores, instabilidade ou mesmo perda da função na hora do seu treino.

O crossfit se utiliza da movimentação completa do nosso corpo para executar seus diversos treinos e movimentos dentro dele. Agachamentos e saltos são feitos com bastante frequência sendo, agachamento com barra nas costas (back squart), agachamento com barra frente do corpo (front squat), saltar sobre caixa, duplo pulo com corda (double unders), agachamento jogando bola acima da cabeça (wall ball), agachamento unilaterais (pistols), dentre muitos outros…

Todos os padrões que se utilizam de boa estabilidade e alinhamento postural, mobilidade em dadas articulações, força e ativação muscular correta se traduzem num padrão seguro ou mais seguro possível, sendo eficiente e ideal.

A fisioterapia esportiva irá dar suporte para entender e melhorar a capacidade de todos os exercícios, dando melhor estabilidade, ganho de mobilidade articular em certas regiões, construir sinergias e padrões de movimentos ideias para que a execução seja mais segura e eficiente. Pois assim, o paciente terá melhora na performance e mantendo a progressão de desafios dentro da sua prática, correndo menor risco de lesões.

Skeletal muscle injuries in crossfit practitioners Alan de Almeida Xavier¹, Aírton Martins da Costa Lopes²

Injury profile in CrossFit practitioners: systematic review Perfil de lesiones en los practicantes de CrossFit: revisión sistemática Fábio Hech Dominski1 , Thais Cristina Siqueira2 , Thiago Teixeira Serafim3 , Alexandro Andrade4

Dr. Neto Ribeiro – Crefito 3/257794-F
Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates na WP Pilates &Saúde; Fisioterapia

© 2021 Feito por Sala5 Comunicação.           Razão social: WP Fisioterapia e Saúde Ltda                                                                               CNPJ: 18.804.945/0001-21