O Processo de envelhecimento e as principais patologias da terceira idade

O Processo de envelhecimento e as principais patologias da terceira idade

O aumento da expectativa de vida é uma realidade mundial e faz crescer a população de idosos cada vez mais. Os principais fatores responsáveis pelo aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população são os avanços da medicina e cuidados com a saúde, como por exemplo, alimentação saudável e atividades físicas como Pilates para idosos.

O QUE É O ENVELHECIMENTO?

O envelhecimento pode ser compreendido como um processo natural no qual ocorrem diversas alterações fisiológicas que, com o tempo, levam a um aumento do risco de contrair diversas doenças e a um declínio geral na capacidade funcional do indivíduo.

A medicina atualmente diferencia dois tipos de envelhecimento: a Senescência e a Senilidade.

A Senescência se caracteriza por um processo natural e saudável de envelhecimento que gera alterações orgânicas, funcionais e psicológicas. Não está associada a nenhuma condição patológica.

Já a Senilidade se caracteriza por um processo de envelhecimento associado a alterações decorrentes de maus hábitos de vida e doenças crônicas, podendo gerar inúmeras incapacidades funcionais. É um processo patológico que pode surgir com o envelhecimento, porém, não está condicionado a ele.


Pensando no decorrer do envelhecimento, vou exemplificar algumas patologias e acontecimentos que podem ocorrer durante esse processo

QUEDAS

A queda é um acontecimento muito frequente na população idosa e representa um grande problema dadas as suas consequências, como por exemplo a incapacidade, a institucionalização e até mesmo a morte.

A maioria das quedas ocorre durante as suas atividades de vida diária como caminhar ou subir e descer escadas, geralmente acontece dentro de suas próprias casas e redondezas.

A queda está diretamente relacionada à mobilidade e estado funcional do idoso, sendo assim, quanto mais frágil sua capacidade funcional maior é a chance de queda.

Dentre os fatores de risco podemos citar:

• Relacionadas ao ambiente (ambientes mal iluminados e mal planejados)

• Fraqueza e distúrbios de equilíbrio e marcha

• Vertigem

• Alteração postural/hipotensão ortostática

• Redução da visão

• imobilidade

• quedas precedentes

• marcha lenta e com passos curtos

• baixa aptidão física

• alterações cognitivas • fraqueza muscular e instabilidade articular

A prática regular de atividade física como o Pilates para idosos contribui para uma melhora da capacidade funcional do idoso, diminuindo o risco de queda.


Está gostando das informações?

Se você está em busca de saúde e ainda deseja prevenir essas complicações comum entre os idosos, agende agora mesmo um horário com nossos fisioterapeutas especializados em Pilates para idosos.


HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA (HAS)

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é um grande fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, se tornando um problema importante de saúde.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morbidade e mortalidade na população brasileira e podem gerar significativas limitações funcionais e incapacidade nos idosos.

Cerca de 50% a 70% dos idosos são acometidos com a HAS, porém, não deve ser considerada uma consequência normal do envelhecimento e sim algo patológico do processo

DIABETES

O Diabetes Mellitus é uma doença metabólica caracterizada por hiperglicemia (alta taxa de açúcar no sangue) e diversas outras complicações e disfunções de vários órgãos do corpo. Isso se dá devido a uma deficiência de insulina (hormônio que regula o nível de glicose no sangue).

Existem 2 tipos de Diabetes Mielitus.

Tipo 1 – Ocorre uma insuficiência na produção de insulina pelo pâncreas, pois suas células sofrem uma destruição autoimune. Os indivíduos portadores de Diabetes tipo 1 necessitam de injeções diárias de insulina para manterem os níveis de glicose no sangue normais. Corresponde a 10% dos casos.

Tipo 2 – Diferentemente do tipo 1, a diabetes do tipo 2 se caracteriza por uma resistência à ação da insulina. O hormônio é produzido pelo pâncreas, porém não tem uma atuação adequada. Corresponde a 90% dos casos.

O diabetes apresenta alta taxa de morbidade e mortalidade, com uma queda importante na qualidade de vida e é uma das principais causas de doença cardiovascular, assim como a HAS.

Na pessoa idosa, a forma clínica mais frequente é o tipo 2 e pode ser desencadeada mais facilmente devido a maus hábitos de vida, como má alimentação e sedentarismo

 
INCONTINÊNCIA URINÁRIA

A Incontinência Urinária (IU) ou perda involuntária de urina é um sério problema de saúde que afeta milhões de pessoas e pode ocorrer em qualquer idade, podendo ser mais frequente com o aumentar da idade.

A Incontinência Urinária consiste na perda de urina que pode variar desde um escape ocasional até uma incapacidade total para segurar qualquer quantidade de urina. Apresenta um grande impacto na qualidade de vida dos idosos, podendo causar constrangimento e isolamento, além de constituir uma das principais causas de institucionalização de idosos.

Diversas são as causas da incontinência urinária. Podem ocorrer devido a infecções do trato urinário, efeitos adversos de tratamentos medicamentosos, doenças do sistema nervoso central, assim como, fraqueza e lassidão dos músculos do assoalho pélvico.

É um problema de saúde importante e que deve ser valorizado, buscando tratamentos e até mesmo formas de prevenção, como atividades físicas e práticas saudáveis.

ARTROSE

A artrose é uma doença articular degenerativa que consiste no desgaste da cartilagem articular presente nas nossas articulações. O desgaste dessa cartilagem pode gerar dor, inchaço e limitação funcional.

Consiste em uma doença que acomete com muita frequência os idosos e pode gerar inúmeros desconfortos e uma piora progressiva na qualidade de vida.

Dentre os fatores de risco, podemos citar:
– Obesidade

– Doenças associadas

– Sexo feminino

– Lesões articulares – Entre outros..

A prática de atividades físicas como Pilates para idosos com fisioterapeutas especializados auxilia tanto na prevenção como no tratamento da Artrose, melhorando a capacidade funcional e qualidade de vida dos idosos.

CONCLUINDO…

A adoção de hábitos de vida saudáveis é parte fundamental da prevenção e do tratamento de todas estas patologias e acontecimentos.

Manter uma alimentação adequada e uma pratica de atividade física regular torna-se a solução para uma qualidade de vida adequada para os idosos.

O Pilates é um método que pode fornecer inúmeros benefícios como atividade física, prevenindo e tratando diversas patologias e lesões.

Se você gostou dessas informações e conhece alguém que pode se beneficiar compartilhe esse texto e marque essas pessoas nos comentários em nossas redes sociais.

Um abraço!

Dra. Leticia Dias Pinto de Oliveira – Crefito 3/259894-F
Fisioterapeuta da WP Pilates e Saúde

Este post tem um comentário

  1. JamesHaw

    Love the site– extremely user friendly and whole lots to see!

Deixe uma resposta