Como a fisioterapia pélvica pode ajudar a melhorar o desempenho sexual e o prazer feminino

Como a fisioterapia pélvica pode ajudar a melhorar o desempenho sexual e o prazer feminino

No mês dos Namorados, não poderíamos deixar de abordar o assunto mais prazeroso da fisioterapia pélvica. O prazer sexual feminino.

Sabemos que a sexualidade feminina é complexa e influenciada por múltiplos fatores: físicos, biológicos, psicológicos, e socioculturais. Vamos descrever como a fisioterapia pode ajudar na conquista e também no aumento do prazer sexual, em mulheres com alguma disfunção sexual prévia ou apenas em busca de autoconhecimento e satisfação pessoal.

Nossa abordagem vai desde orientações sobre anatomia pélvica e educação comportamental para a melhora da consciência corporal e autoconhecimento até a dessensibilização vaginal e reeducação dos músculos do assoalho pélvico. As dores pélvicas e disfunções também são avaliadas e tratadas, normalizando sensibilidade e tônus muscular.

O treinamento dessa musculatura melhora a função sexual feminina e consequentemente o aumento do desejo, excitação e lubrificação vaginal. 

Atualmente, diversos estudos buscam esclarecer esse mecanismo, correlacionando MAPs mais fortes inseridos no corpo cavernoso do clitóris a uma melhor resposta do reflexo sensório-motor (sucessivas contrações involuntária dos MAPs durante o orgasmo), melhorando a circulação sanguínea local a mobilidade pélvica e a sensibilidade clitoriana, aspectos importantes para a excitação e o orgasmo.

A melhora no desempenho sexual reflete diretamente na saúde tanto física quanto emocional, influenciando positivamente a autoestima e confiança e bom relacionamento com o parceiro. Lembrando que quanto mais prazeroso e saudável for o sexo, maior será a vontade de praticar.

Dra. Karen Burgos CREFITO 3/103585-F

© 2021 Feito por Sala5 Comunicação.           Razão social: WP Fisioterapia e Saúde Ltda                                                                               CNPJ: 18.804.945/0001-21