Como a fisioterapia pélvica trata a incontinência urinária de esforço

Como a fisioterapia pélvica trata a incontinência urinária de esforço

Na população geral estima-se que de cada três mulheres, uma apresenta ou apresentou algum episódio de incontinência urinária. 

A Sociedade Internacional de Continência (ICS) define incontinência urinária como qualquer perda involuntária de urina, objetivamente demonstrável, que causa problema social e/ou higiênico.

Existem vários tipos de incontinência urinária, sendo que nas mulheres, a de esforço é a mais constante. Toda perda de urina deve ser investigada e tratada, sendo essencial o acompanhamento do médico e fisioterapeuta pélvico.

Os exercícios pélvicos vêm sendo amplamente utilizados pelos fisioterapeutas pélvicos, com bons resultados. A cinesioterapia pélvica fundamenta-se no princípio de que a força muscular e a funcionalidade dos Músculos do Assoalho Pélvico (MAP) podem ser aumentadas por meio de protocolos de contração voluntária. 

O Assoalho Pélvico (AP) é um conjunto de músculos, ligamentos, tecido conectivo, fáscias e nervos que permitem o suporte das vísceras pélvicas, controlam a continência urinária e fecal e contrabalançam os efeitos do aumento da pressão intra-abdominal. O relaxamento dessas estruturas trás como consequência um conjunto de alterações como dor ou desconforto durante as relações sexuais, infecção urinária, distúrbios urináros e sensação de peso na vagina. Essas alterações frequentemente trazem sérias repercussões à qualidade de vida da mulher. Restringe sua convivência social, prejudica as atividades profissionais e as relações afetivas, além de gerar instabilidade emocional.

Sabemos que 40% da continência vem dos MAP, ou seja, a perda involuntária de urina está diretamente relacionada ao enfraquecimento dos MAP.

Desta forma a fisioterapia pélvica é o tratamento de primeira opção, não invasivo, de baixo risco e efetivo. Trazendo como resultado o aumento da força e coordenação desta musculatura. Diminuindo a sintomatologia característica das disfunções do AP e melhorando a qualidade de vida dessas mulheres. 

Dra. Karen Burgos CREFITO 3/103585-F

© 2021 Feito por Sala5 Comunicação.           Razão social: WP Fisioterapia e Saúde Ltda                                                                               CNPJ: 18.804.945/0001-21