A importância dos músculos do assoalho pélvico no Método Pilates

A importância dos músculos do assoalho pélvico no Método Pilates

Você conhece os músculos do assoalho pélvico? Sabe a sua importância?

O assoalho pélvico consiste em um conjunto de músculos que se encontram na parte inferior (chão) da nossa pelve. 

Esses músculos se apresentam em camadas superficial e profunda.

Na camada superficial se encontram os músculos do períneo:

Superficiais:

– Isquiocavernoso

– Bulboesponjoso

– Transverso superficial do períneo

Profundos:

– Esfíncter externo uretral

– Esfíncter externo anal

– Esfíncter uretrovaginal

– Transverso profundo do períneo

– Compressor da uretra

Na camada profunda se encontram os músculos do assoalho pélvico:

– Elevador do ânus (puborretal, pubococcígeo e iliococcígio)

– Isquiococcígeo

Funções 

O assoalho pélvico apresenta importantes funções:

– Sustentação dos órgãos pélvicos (na mulher: bexiga, útero e reto/ no homem: bexiga, reto e próstata);

– Mantém a continência urinária e fecal;

– Desempenham papel importante na sexualidade;

– Na mulher, os músculos do assoalho pélvico dão suporte ao útero durante a gestação e permitem a passagem do bebê no momento do parto vaginal;

Com todas essas funções já conseguimos perceber tudo o que o assoalho pélvico representa e a sua importância para o bom funcionamento do nosso corpo.

Após entendermos as funções, temos que entender as disfunções que o assoalho pélvico pode apresentar:

– Incontinência urinária (perda involuntária de urina);

– Incontinência fecal (perda involuntária de fezes ou gases);

– Prolapsos dos órgãos pélvicos (corresponde ao deslocamento dos órgãos pélvicos por meio da vagina e/ou ânus, podendo ocorrer em diversos graus);

– Disfunções sexuais;

Portanto, um desequilíbrio nos sistemas urinário, reprodutor ou digestivo pode desencadear disfunções no assoalho pélvico, assim como, as disfunções do assoalho pélvico podem gerar desequilíbrios nesses sistemas.

No método Pilates nós trabalhamos com a ativação de um conjunto de músculos que chamamos de Powerhouse (casa de força). Essa casa de força contém “paredes, teto e chão” formados por alguns músculos que vão estabilizar a nossa coluna, permitindo que nossos movimentos sejam adequados e propiciando um bom alinhamento postural.

Como o próprio nome já diz, o assoalho pélvico consiste no assoalho da nossa casa, no chão da casa, sendo uma parte muito importante no processo de estabilização da nossa coluna e dos órgãos pélvicos.

A nossa musculatura abdominal está diretamente relacionada com o nosso assoalho pélvico. Um exercício que exige um bom controle e força abdominal, se feito de forma errada, pode aumentar a pressão intra-abdominal, gerando uma sobrecarga sobre o assoalho pélvico, principalmente se ele não tiver força e nem coordenação adequada. 

Além do fortalecimento e controle do assoalho pélvico, o relaxamento dessa musculatura também é muito importante. Temos que saber contrair, porém também temos que saber relaxar, evitando tensões nessa região e prevenindo as disfunções.

Com o Pilates, conseguimos trabalhar o fortalecimento e controle da musculatura do assoalho pélvico e de toda a musculatura que estabiliza a nossa coluna (Powerhouse), com o objetivo de manter um bom alinhamento postural e condicionamento físico, prevenindo lesões e disfunções.

O assoalho pélvico é a base de sustentação do nosso corpo. Portanto, temos que dar uma atenção e cuidado especial para a nossa “casa de força”.

Dra. Leticia Dias Pinto de Oliveira – Crefito 3/259894-F

© 2020 Feito por Sala5 Comunicação.