Pilates, um grande aliado no tratamento do Câncer de Mama

O Câncer de Mama atinge cerca de 60 mil mulheres por ano no Brasil, sendo o segundo tipo de câncer mais comum entre ela, atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

Poucos sabem, mas o Câncer de Mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

O seu surgimento está relacionado principalmente a uma série de fatores reprodutivos, hormonais, genéticos e hereditários, mas também está diretamente ligado ao estilo de vida.

A prática de atividades físicas pode ajudar no tratamento e na prevenção do câncer.

O Pilates é um dos método mais recomendados pelos especialistas por ser uma atividade de baixo impacto que se adapta perfeitamente às condições físicas de cada praticante.

O método Pilates traz como benefícios a melhora da flexibilidade, do sistema linfático, do condicionamento cardiorrespiratório, resistência muscular e aumento no consumo de oxigênio, gerando uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Os exercícios de Pilates auxiliam ainda mais na prevenção e na reabilitação de câncer de mama porque envolvem uma conexão entre o corpo e a mente.

Outro benefício é a liberação da endorfina no corpo, que causa uma sensação de bem-estar. A endorfina ainda estimula as fibras musculares, o que faz com que elas se regenerem.

Como o método Pilates utiliza técnicas de respiração, que instigam os músculos profundos, todo o corpo participa e não só a parte afetada.

Além disso, o Pilates é benéfico para as articulações, fortalecendo os músculos e melhorando o movimento dos braços e ombros, sendo muito importante no pós-operatório.

Apesar dos avanços nas formas de prevenção, diagnóstico e tratamento, o câncer de mama ainda apresenta uma incidência muito alta, portanto realize o autoexame pois quanto antes o tumor for detectado melhor o resultado do tratamento e menor o impacto na vida da mulher.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu
× Chamar no WhatsApp