Desconforto ou dores musculares nem sempre é falta de fortalecimento

Desconforto ou dores musculares nem sempre é falta de fortalecimento

Quando o fortalecimento não é o caminho para a melhora do desconforto ou queixa dolorosa, o que devemos nos atentar?

Sempre sou questionado pelos pacientes se realmente quando ele tem uma queixa dolorosa durante alguma prática esportiva, é uma causa de desequilíbrio ou “fraqueza” muscular.

Pode haver sim casos onde a queixa é proveniente de um desequilíbrio muscular, mas devemos nos atentar a outros fatores também. Pois senão entramos num ciclo vicioso de fortalecer, fortalecer, sentir desconforto, voltar a terapia para fortalecer e sentir desconforto depois de um certo tempo novamente.

Em alguns casos entender o movimento e o que ele necessita dará uma clareza maior entre saber se é um desequilíbrio ou apenas não ativação muscular correta, por exemplo.

Podemos fortalecer um grupo muscular exaustivamente e quando colocamos nosso paciente na função ele ainda apresenta padrões ruins de movimento. O ganho de força é de suma importância, mas se ele não estiver sendo usado de maneira correta e efetiva, não trará eficiência e nem segurança ao indivíduo.

Criar sinergias adequadas (com ativações musculares corretas) nestes casos, acabam sendo a melhor opção. 

Mais uma vez lembrando que um bom padrão de movimento é composto de Estabilidade (condição muscular adequada), Boa sequência de movimentos (sinergias ideais) e Sustentação Vertical (alinhamento postural bom).

Neto Ribeiro (Crefito 3\257794-F) 

© 2021 Feito por Sala5 Comunicação.           Razão social: WP Fisioterapia e Saúde Ltda                                                                               CNPJ: 18.804.945/0001-21