Liberação miofascial em lutadores de MMA

Liberação miofascial em lutadores de MMA

A prática do Mixed Martial Arts ou conhecido apenas por MMA, engloba diversas modalidades de artes marciais, dentre elas as mais utilizadas são Brazilian Jiu Jitsu, Muay Thai, Boxe e Wrestling. Tais modalidades agregadas ao período de preparação física que todo atleta de alto redimento possui, podem trazer aumento das tensões musculares, gerando dores e desconfortos em períodos preparatórios e assim diminuindo rendimento do mesmo em seus treinos. Atletas geralmente treinam sentindo dores e desconfortos, estes pontos podem ser trabalhados com Liberação Miofascial (Terapia Manual), uma técnica dentro da Fisioterapia aonde visa alívio de tensões musculares (Trigger Points) e espamos musculares.

Tal técnica pode ser executada com a digito-pressão, que seria a pressão que o fisioterapeuta faz com os dedos sobre o “nódulo de tensão ou pontos gatilhos” que se forma nesta musculatura tensionada, quando pressionado o paciente refere dor a distância do local aonde se executa a pressão. Geralmente lutadores de MMA, sentem muita tensão musculares na região dos ombros (trapézios, deltóides e peitoral menor) chegando aos treinos bem abaixo da sua capacidade física natural. Isso é causado pela postura de luta com ombros protusos protegendo o rosto, também pelo esforço em defender ou executar quedas e podendo ser causadas por outros fatores da modalidade.

A Pompagem também é bem indicada em casos de tensiosanamento musculares, ela se dá em uma manobra de bombeamento, um puxar-relaxar sucessivos de um segmento corporal, capaz de atingir todas as estruturas fasciais nele contidas, até as mais profundas. O tratamento realiza-se em três tempos: tensionamento, manutenção da tensão e retorno à posição inicial. Tal seqüência possibilita relaxamento muscular, melhora da circulação e regeneração articular.

A utilização da “auto liberação miofascial” também é uma ferramenta interessante tanto, antes ou depois dos treinos. Podendo ser feita com uma bolinha de lacrosse ou de tênis, há também os “rolinhos” rigidos para grupos musculares maiores. Este também gera ótimos resultados como as outras técnias citadas assim, para a manutenção/prevenção ou mesmo reabilitação de grupos musculares lesionados ou com grandes tensões.

A Liberação Miofascial é uma técnica fisioterapêutica indicada nos pré e pós treinos, melhorando a qualidade do movimento, evitando limitações articulares, possíveis contraturas e outras lesões ou desconfortos musculares que são advindos dos excessivos “camp de treinamento” (período de preparação que antecede as lutas de competição). Sendo feita com terapia manual ou com acessório, a liberação da fascia muscular sempre dará melhor condição ao seu atleta.

Se você gostou dessas informações e conhece alguém que pode se beneficiar compartilhe esse texto e marque essas pessoas nos comentários em nossas redes sociais.


Dr. Neto Ribeiro
WP Pilates e Fisioterapia

Deixe uma resposta

Fechar Menu
× Chamar no WhatsApp