Como o Pilates pode ajudar no controle da ansiedade?

Como o Pilates pode ajudar no controle da ansiedade?

Nossa rotina muitas vezes torna-se estressante, temos prazos de entregas, compromissos, metas, regras a seguir. Essas atividades afetam todas as pessoas, principalmente quem vive em grandes metrópoles.

O acúmulo dessas atividades e a rotina acabam desenvolvendo e desencadeando distúrbios de ansiedades. Assim, optamos por buscar meios para controlar a ansiedade, algo que nos mantenha menos estressados e que muitas vezes “facilitem” nossa vida e nossa rotina árdua.

Segundo a literatura, ansiedade é definida como: “grande mal-estar físico e psíquico;( aflição, agonia)”. Porém, é uma emoção normal do ser humano, e bastante comum, ao enfrentar todos esses problemas relatados acima.

A ansiedade também está muito ligada à falta de realizações pessoais e emocionais. Se não buscarmos meios de controlar ou acabar com a ansiedade, podemos evoluir para quadros ainda mais graves.

Perdemos o pouco tempo de sono que nos resta, nos alimentamos mal, buscamos formas e meios de nos livrar daquela situação inquietante, o que acabamos descontando em algumas atitudes, pessoas ou até mesmo em alimentos que nos trazem aquela falsa sensação de prazer.

Sabemos que atividade física nos ajuda a liberar hormônios e substancias de prazer e bem estar.

Pensando nisso, o Pilates com seus princípios e mil qualidades, pode nos ajudar a controlar ou cessar as causas da ansiedade.

Baseada em seus princípios, tais como: Respiração, Controle, Precisão, Conexão entre mente e corpo, o Pilates proporciona um sono de qualidade, traz um aumento na energia corporal, melhora a atenção e a concentração, além disso, o Pilates melhora a circulação sanguínea e oxigena fluxo para o cérebro.

Com os alongamentos ganhamos mais flexibilidade, e assim, diminuímos as contraturas e tensões corporais, o que deixam nosso corpo mais confortável de um modo geral.

Respiração

Segundo estudos, o estado de ansiedade ativa áreas do cérebro que estimulam a hiperventilação (inalação de ar mais rápida), ou seja, inalamos o ar com mais rapidez e de forma mais rasa, e o esforço consciente para mudar isso ajuda a acalmar, pois o organismo volta a seu equilíbrio. Sem contar que aquela famosa frase “respire fundo” nunca fez tanto sentido.

Pensando em outro princípio do Pilates, para respirar fundo, precisamos da concentração naquela ação, para voltarmos ao nosso eixo, para respirar corretamente e para qualquer ação que exija nosso cuidado e nossa atenção para ser realizada.

Os outros princípios do Pilates vão se encaixando em todas as grandes ou pequenas atividades do nosso dia a dia, por isso chamamos de exercício, pois nada melhor do que treinar a nossa mente e o nosso corpo para encontrarmos e ligarmos todos esses princípios.

E a melhor maneira de encaixar tudo isso é começar a praticar essa atividade que trás tantas benfeitorias a nossa saúde mental e corporal.

E agora com todas essas qualidades, o que está esperando para começar a praticar?


Juliane Araújo Modesto
WP Pilates & Fisioterapia

Deixe uma resposta

Fechar Menu
× Chamar no WhatsApp